Sem medo da anestesia: o que o tutor precisa saber antes de autorizar o procedimento em seu pet!

Por Dra. Aline Vaccaro Tako*

imagem_release_394073A anestesia veterinária evoluiu muito nos últimos dez anos, equiparando-se hoje em qualidade e segurança ao procedimento de pacientes humanos. Entretanto, ainda é comum encontrarmos tutores como medo de anestesiar seus animais, muitas vezes inviabilizando procedimentos necessários para manutenção da saúde e qualidade de vida do pet.

Existem vários pontos que devem ser discutidos com o especialista antes da anestesia para ampliar ainda mais a segurança do procedimento. Vamos detalhar cada uma delas:

 Histórico do pet: o primeiro ponto importante é saber como está a saúde geral do animal que será anestesiado.  Como acontece com os humanos, todo paciente pet precisa ser avaliado antes de uma anestesia. Os exames solicitados dependem da idade, raça do animal, e ainda do tipo de cirurgia. Em geral o check-up pré-anestésico inclui exames de sangue, com o qual é possível detectar a presença de anemia, infecção bacteriana, parasitária ou viral no animal. Também é necessário realizar uma avaliação cardiológica com eletrocardiograma e/ou ecocardiograma.

 Em situações de emergência pode ser necessário que o animal seja anestesiado sem exames prévios. Se o pet tiver histórico de cardiopatia ou outro problema saúde o tutor deve informar ao atendimento de emergência.

 Estrutura de atendimento: os tutores também devem questionar ao especialista sobre a infraestrutura do monitoramento do animal durante a anestesia. Hoje contamos com equipamentos sofisticados, que detectam pequenas anormalidades na frequência cardíaca, pressão arterial, temperatura, oxigenação, etc. Essa tecnologia permite que variações discretas evoluam para um quadro de emergência.

 Qualificação da equipe: é preciso que um profissional qualificado realize a aplicação e o monitoramento da anestesia no pet. Na maior parte das cirurgias, a equipe é composta de três veterinários, o cirurgião, o auxiliar e anestesista. Cada profissional é responsável por um aspecto do procedimento, para que tudo ocorra com tranquilidade e segurança.

Ao final da cirurgia, o anestesista acompanha a recuperação do paciente, até que ele esteja em condições de ser transferido do centro cirúrgico para a UTI ou internação. A qualidade da anestesia também se estende ao pós-operatório, proporcionando conforto ao animal através de protocolos analgésicos adequados e individualizados.

Riscos envolvidos: estudos em Medicina Veterinária mostram que a incidência atual de intercorrências anestésicas de 0,1%, ou seja, de cada 1000 animais anestesiados, um apresenta complicações. É fundamental que o hospital esteja preparado para socorrer o seu animal caso isso ocorra, com estrutura de UTI, internação e equipe de apoio.

 A anestesia assusta sim, é compreensível. Mas o medo pode ser minimizado com um melhor conhecimento do processo. Certifique-se de que há um anestesista qualificado e um centro cirúrgico equipado antes da cirurgia do seu animal. Não deixe de oferecer o melhor cuidado possível para o seu pet por medo de anestesiá-lo!

* Dra. Aline Vaccaro Tako e médica veterinária com especialização em Anestesiologia e atua no Hospital Veterinário Pet Care.

Serviço:

 

Hospital Veterinário Pet Care     

www.petcare.com.br

Unidade Ibirapuera: Av. República do Líbano, 270 – São Paulo

Unidade Pacaembu: Av. Pacaembu, 1839 – São Paulo

Unidade Morumbi: Av. Giovanni Gronchi, 3001 – São Paulo

Unidade Tatuapé: Rua Serra de Japi, 965 – São Paulo




VEJA MAIS SOBRE Notícias


Cortar totalmente pães e massas da dieta pode ser perigoso para a saúde!

1

A turma que vive na dieta é bom ficar de olhos abertos! Dietas que pregam baixa ingestão de carboidratos pode ser um perigo para a saúde. A nutricionista Mariana Nacarato, em reportagem da revista Donna, explica cinco motivos para evitar a restrição excessiva de pães, massas e açúcar. 1) Fonte de energia, o carboidrato é […]

Leia mais

Estudo garante: Mulheres com menstruação e menopausa tardias vivem até os 90 anos!

Portrait of a mature woman.

Quanto mais tarde uma mulher menstrua, ou mesmo entra na menopausa, mais anos ela viverá. A afirmação é resultado de um estudo recente feito pela Faculdade de Medicina de San Diego, da Universidade da Califórnia nos Estados Unidos. “A nossa equipe descobriu que as participantes cuja menstruação se deu em uma fase mais avançada estão […]

Leia mais

Aprenda a deixar seus filhos confiantes com 18 dicas poderosas!

crianca-levantando-peso

Não é tarefa fácil educar um filho nesse mundo louco que vivemos. Carl Pickhardt, psicólogo e autor de 15 livros sobre parentalidade, conta que os inimigos da confiança são “o desânimo e o medo”, por isso os pais têm o dever de encorajar e apoiar os seus filhos para que estes consigam lidar com tarefas […]

Leia mais

Saiba porque o tempo passa rápido quando estamos em momentos divertidos!

amigos11

Por essa muita gente não esperava: Uma pesquisa, publicada na revista Science, descobriu que “a manipulação da atividade de certos neurônios no cérebro do ratinho levava estes animais a subestimar ou sobrestimar a duração de um intervalo de tempo fixo”, informa um comunicado divulgado ontem pelo Centro Champalimaud . “Os cientistas identificaram, pela primeira vez, […]

Leia mais

10 alimentos que mais mancham os dentes!

dente

Ter os dentes saudáveis faz toda a diferença na hora de abrir aquele sorrisão. Mas e quando você escova os dentes após as refeições, usa fio dental e ainda assim o sorriso permanece escuro? A causa pode estar nos alimentos ácidos ou naqueles com forte pigmentação – conhecidos como cromogênicos – que você consome. Descubra […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *