Preconceito contra casamento homoafetivo persiste no Brasil!

5ª Cerimônia de casamento civil homoafetivo reuniu 160 casais homoafetivos no Rio de Janeiro no último mês de novembro.

5ª Cerimônia de casamento civil homoafetivo reuniu 160 casais homoafetivos no Rio de Janeiro no último mês de novembro.

O Brasil é um dos poucos países no mundo em que o casamento homoafetivo é permitido, desde 2013. O país, no entanto, está longe de acabar com o preconceito e a violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT). “O país, que deveria atuar de forma mais contundente, pelo tamanho e influência que tem na América Latina, está caminhando para uma situação que, a médio prazo, vai ser extremamente difícil”, afirma o secretário de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Beto de Jesus.

No Brasil, o casamento homoafetivo é estendido a todo o país desde maio de 2013, quando entrou em vigor a Resolução 175, de 14 de maio de 2013, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Segundo ela, os cartórios de todo o país não podem se recusar a celebrar casamentos civis de pessoas do mesmo sexo. Antes disso, já havia decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Apesar de já garantir esse direito, o Brasil ainda está entre os que mais matam por homofobia, o preconceito contra homossexuais. Em 2014, ocorreram 326 mortes, segundo relatório do Grupo Gay da Bahia. Na avaliação de Jesus, o fundamentalismo religioso e a intolerância, crescentes no país, são as principais causas da violência. Ele cita a retirada das discussões de gênero nas escolas, nos planos de educação, a falta de ênfase para a criminalização da homofobia, cujo projeto de lei foi apensado no projeto do Novo Código Penal, em tramitação no Senado, e outros “retrocessos”. Na sociedade brasileira, um levantamento feito pela agência de pesquisa de mercado e inteligência Hello Research mostrou que 49% da população brasileira se diz contra a legalização do casamento gay, 21% são indiferentes e 30%, a favor. Foram entrevistados mil brasileiros com mais de 16 anos, em 70 cidades de todas as regiões e classes sociais.

Fonte: Ag. Brasil




VEJA MAIS SOBRE Notícias


10 locais que você jamais deve fazer sexo!

Variar, dar uma fugidinha e fazer sexo em locais inusitados pode fazer muito bem para a relação, mas o casal tem que estar muito atento para não ultrapassar os limites. O que é proibido pode até ser mais gostoso, mas nem por isso deve ser feito. Quando a liberdade de outras pessoas está em risco, […]

Leia mais

Como identificar um autismo leve!

Receber a notícia de autismo de um filho é como embarcar rumo a um universo desconhecido. É preciso encontrar a maneira de aterrissar nesse pequeno mundo em que a criança parece estar isolada. O autismo leve pode ser diagnosticado em qualquer fase da vida e não tem cura, mas geralmente ele é percebido na infância […]

Leia mais

Brasileiro de 6 anos cria game e ganha concurso da Nasa!

Entre mais de 6.000 estudantes de todo o mundo que se inscreveram no concurso sobre colonização espacial da Nasa, um brasileiro, de 6 anos, ganhou o prêmio na categoria de mérito literário. João Paulo Guerra Barrera, de São Paulo, conquistou o primeiro lugar com a criação de um jogo de computador. o game ‘Sonic World […]

Leia mais

Os benefícios do piltes para crianças!

Que o Pilates só faz bem não há dúvida. Mas, muitos pais ainda questionam a eficácia também para o público infantil. Especialistas afirmam que a atividade é ideal sim para esse público e não compromete em nada o desenvolvimento da criança. Pelo contrário, o método tem sido indicado para prevenir, minimizar e corrigir desvios posturais, […]

Leia mais

Pai faz parto de filho ouvindo orientações do Samu pelo telefone!

Uma mãe, de 26 anos, contou com a ajuda do marido para ter o segundo filho dentro da própria casa, em Campo Grande (MS). Dielle Cristine Renovo Costa entrou em trabalho de parto por volta das 9h desta terça (28) e não deu tempo de esperar a chegada dos socorristas. O pai da criança, Luis […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *