Estudo indica que pressão alta é um dos fatores de risco para a fibrilação atrial e morte súbita!


4No próximo dia 26 de abril é celebrado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, data em que diversos centros e serviços médicos chamarão atenção para os riscos da pressão alta.  Reforçando este alerta, como explica o cardiologista Dr. Bruno Valdigem, doutor em cardiologia pela UNIFESP, a hipertensão é um dos fatores desencadeantes da Fibrilação Atrial, um tipo de arritmia cardíaca muito comum. “Para homens e mulheres hipertensos, o risco de desenvolver uma Fibrilação Atrial é aumentado, representando 14% os casos deste tipo de arritmia”, explica o cardiologista.

A Fibrilação Atrial é uma das arritmias cardíacas mais prevalentes, caracterizada pelo ritmo de batimento rápido e irregular dos átrios (câmaras superiores do coração), que afeta 2,5% da população mundial (aproximadamente 175 milhões de pessoas), sendo que 10% desse total pertence ao grupo acima dos 75 anos de idade. O Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame, é umas das consequências da Fibrilação Atrial.

Um estudo do European Society of Cardiology apontou que a hipertensão pode ser consequência de uma hipertrofia ventricular esquerda do coração, causando alterações morfológicas e funcionais, que pode resultar em complicações, como isquemia miocárdica, isquemia ventricular esquerda, disfunção e instabilidade eléctrica nas funções cardíacas. O estudo destaca ainda que a Fibrilação Atrial é uma das mais frequentes arritmias supraventriculares em pacientes hipertensos. “É preciso implementar uma política de conscientização para a prevenção da hipertensão, o que ajudaria a diminuir casos de doenças cardiovasculares, inclusive de arritmias cardíacas”, diz Valdigem.

O médico explica a importância da realização de um eletrocardiograma para detectar o ritmo subjacente de arritmias supraventriculares como ventriculares, já que é um exame que consegue revelar os ritmos que não se manifestam claramente no diagnóstico e exames clínicos. “A presença e a complexidade, tanto de arritmias supraventriculares como ventriculares, resultaram em casos de morbidade, mortalidade e queda na qualidade de vida de pacientes hipertensos, por isso, a prevenção é extremamente importante”, complementa Dr. Bruno Valdigem.

Sobre Hipertensão Arterial:
Hipertensão ou pressão alta é um importante problema de saúde pública devido à sua alta prevalência e complicações, sendo caracterizado pelo aumento da pressão do sangue contra a parede das artérias. A doença não tem cura, mas pode ser tratada, evitando complicações.

A hipertensão é uma doença silenciosa, que geralmente não apresenta nenhum sintoma, mas o paciente deve ficar atento aos sinais, como dor de cabeça e/ou dor na nuca, zumbido no ouvido, sangramento no nariz, dor no peito, fraqueza e tontura e visão embaçada.

Os principais fatores de risco para a hipertensão arterial são obesidade, fumo, estresse, diabetes, consumo de bebidas alcoólicas, colesterol alto, gravidez, má alimentação e consumo exagerado de sal. Para prevenir e controlar a pressão alta é preciso manter o peso ideal, praticar atividades físicas, ter hábitos saudáveis e verificar a pressão pelo menos uma vez ao ano. “Quem já é hipertenso precisa manter a pressão sob controle e realizar exames periódicos com um cardiologista. A doença não tem cura, mas pode e deve ser tratada para que não ocorram complicações”, alerta Valdigem, doutor em cardiologia pela UNIFESP.

Sobre Arritmias Cardíacas:
 
As arritmias cardíacas são alterações no ritmo cardíaco que na maioria das vezes acontecem de forma inesperada. Na maioria das pessoas os batimentos cardíacos giram em torno de 60 a 80 por minuto, com variações nas situações de repouso ou esforço físico. Alterações nesse funcionamento podem fazer com que o coração bata em ritmo acelerado (taquicardia) ou lento demais (bradicardia). Elas podem originar na parte superior (átrios ou supraventriculares) ou inferior do coração (ventrículos). Dentre as arritmias supraventriculares destacam-se as extra-sístoles atriais; taquicardia atrial, flutter e fibrilação atrial.  Muitas arritmias cardíacas são benignas e não causam sintomas, porém outras podem provocar sensação de palpitações, desmaios e risco de morte.

Dr. Bruno Valdigem é doutor em cardiologia pela Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina, tem título de especialista em cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. Habilitado pelo departamento de estimulação cardíaca artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV) e membro atuante na Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC).

Site: http://brunovaldigem.com.br 




VEJA MAIS SOBRE Notícias


Estudo afirma que dormir pouco pode ser perigoso para o coração!

dormir-de-conchinha-31-666

Uma péssima notícia para quem sofre de insônia (como eu). Dormir pouco pode ser perigoso para o coração, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Bonn (Alemanha). Os pesquisadores avaliaram as condições cardíacas de médicos da própria equipe, que trabalham em turnos de 24 horas, e […]

Leia mais

Rio de Janeiro e São Paulo estão entre as 10 cidades do mundo mais populares no Instagram!

_e5b6286

O mundo está cada vez mais conectado nas redes sociais. A fervida cidade de New York é a que mais apareceu nos perfis do Instagram em 2016. Pasmem: já são mais 500 milhões usuários espalhados pelo mundo. O Brasil tem dois representantes: São Paulo, na quarta colocação, e Rio de Janeiro, na oitava. Também, pudera. […]

Leia mais

Confira 6 alimentos para comer de manhã e ter uma barriga tanquinho!

como-ter-uma-barriga-tanquinho-blog-michel-telles

Quer ficar com uma barriguinha poderosa? Pois bem! A única coisa que precisa ingerir logo de manhã para conseguir uma barriga mais lisa é alimentos com ácidos graxos monoinsaturados. De acordo com a revista Prevention, a dita gordura saudável é uma das maiores aliadas no caminho para uma barriga mais elegante. Isto porque além de ser […]

Leia mais

Pesquisa mostra que a pirataria está em baixa no Brasil!

_e5b6286

Por essa muita gente não esperava: A pirataria está em baixa no Brasil. Segundo pesquisa Fecomércio RJ/Ipsos, três em cada dez brasileiros (32%) admitem consumir produtos piratas. O valor é menor do que a média histórica da pesquisa, desde 2006, que é de 40%, e está bem abaixo do ápice registrado em 2011, quando o […]

Leia mais

8 maiores dúvidas que todo virgem tem, mas não tem coragem de perguntar!

rapaz-virgem-blog-michel-telles

Abaixo você confere oito maiores dúvidas que todo virgem tem, mas não tem coragem de perguntar – e, claro, as respostas. 1. Toda mulher sangra na primeira vez? Não. O sangramento ocasionado pelo rompimento do hímen pode não acontecer e, quando acontece, pode ser bem pouco. 2. A primeira vez das mulheres sempre dói? Nem […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *