Dr. Raphael Moreira alerta para a importância da prevenção do cálculo renal!

downloadPopularmente conhecido por “pedra no rim”, o cálculo renal assusta os pacientes por provocar uma das dores mais fortes que podemos enfrentar e comparável à do parto e à gerada por doenças como câncer e infarto, de acordo com a literatura médica. Trata-se de uma massa ou agregado cristalino sólido que se forma nos rins a partir de sais minerais presentes na urina.

“É uma doença mais frequente em locais e épocas secas e quentes e mais comum entre os homens”, explica o urologista Raphael Moreira, que ressalta também que quase 50% dos pacientes pode apresentar cálculos novamente depois que o problema é solucionado.

A doença pode surgir por conta de fatores como causas genéticas, infecções urinárias, baixa ingestão de água, uso de medicamentos em excesso (como vitamina C e D, Indinavir, suplementos de cálcio), anormalidades no trato urinário e ingestão elevada de proteínas e sal.

“Mesmo os homens sendo mais propensos, o número de casos de cálculo renal entre as mulheres vem aumentando expressivamente nos últimos 30 anos. Esta mudança pode ser explicada pelos crescentes casos de sobrepeso e obesidade feminina neste mesmo período”, afirma o especialista.

A doença dá sinais de sua chegada por meio de sintomas como dor intensa nos flancos e região lombar (lateral posterior), dificuldade de urinar, enjoo, vômito, calafrios, febre e sangue na urina. O diagnóstico pode ser feito por meio de exames como raio X, ultrassom e tomografia computadorizada helicoidal, que é a melhor opção.

As dores podem vir acompanhadas de tremedeira, fraqueza, irritabilidade, náuseas e vômitos. Elas se iniciam de forma aguda nas costas (região lombar) e passam a irradiar para a parte anterior do abdômen. O médico explica que, muitas vezes, o paciente com cálculo renal continua urinando normalmente, pois a obstrução pode ser parcial e outro rim segue com sua produção normal de urina.

Existem diferentes opções de tratamento para a doença:

– Em casos de cálculos pequenos e em trânsito, existem medicações que ajudam na eliminação espontânea. No entanto, elas podem ser utilizadas somente em pacientes com dor controlada e livres de infecção.

– Litotripsia extracorpórea – emissão de ondas de choque que fragmenta o cálculo nos rins em pedaços menores para que sejam eliminados espontaneamente. Com taxa de sucesso variável, é indicada para crianças e pessoas com cálculos menores de 2cm e na ausência de infecção. Não pode ser aplicada em gestantes, pacientes com distúrbios de coagulação ou sinais de infecção.

– Litotripsia Intracorporea – procedimento cirúrgico em que, pela via urinária com o auxilio de aparelhos especiais, chega-se até o calculo para fragmentá-lo com laser. Apresenta altas taxas de resolução e baixo índice de complicações. Por meio dele podem ser retirados cálculos de qualquer segmento da via urinária (uretra , bexiga, ureteres e rins).

– Cirurgia Percutânea – geralmente usada para cálculos coraliformes, que são aqueles que preenchem boa parte do interior do rim. Por meio de um pequeno furo nas costas, medindo em torno de 1cm,  cria-se um acesso até o interior do rim para a fragmentação da pedra.

– Cirurgia Aberta – procedimento pouco realizado nos dias de hoje.

Dr. Raphael Moreira alerta sobre a importância de se prevenir, com simples hábitos diários e acompanhamento médico, uma doença que gera uma dor tão forte. “É fundamental ingerir muita água, para obter um volume urinário maior que 2 litros por dia. Além disso, deve-se manter uma alimentação saudável, diminuindo o consumo de carne vermelha e sal e priorizando frutas e legumes”. O especialista ressalta ainda a importância do tratamento em casos de infecção urinária e do acompanhamento ativo com um urologista para pacientes formadores crônicos de cálculos.

Dr. Raphael Moreira – urologista

www.drraphaelmoreira.com.br

Raphael Moreira é médico urologista dos hospitais Samaritano, Presidente e Adventista. Formado em Medicina pela Universidade do Estado do Pará, fez residência médica na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e residência em urologia na Santa Casa de São Paulo. Tem título de especialista em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia.




VEJA MAIS SOBRE Notícias


20 ideias de decoração para o almoço do Dia das Mães!

O Dia das Mães é um momento muito especial de união familiar, e que deve ser celebrado com muita alegria e comemoração, pois a mãe é um dos pilares de toda família, e merece ser tratada como a rainha do lar neste dia tão especial. E para ajudar você nesta tarefa de decorar a mesa […]

Leia mais

8 mitos e verdades sobre o limão!

O limão é um dos queridinhos da alimentação saudável. Na medicina ayurvédica, é recomendado tomar um copo de suco de limão com água morna de manhã, em jejum, para desintoxicar o organismo. Durante o dia, ele funciona como uma excelente fonte de vitamina C e alivia a retenção de líquidos, ajudando na perda de peso. […]

Leia mais

Anderson Silva lutará no Rio de Janeiro em junho!

Anderson Silva anunciou via Twitter que voltará a lutar no Brasil. De acordo com ele, o combate será realizado no dia 3 de junho no Rio de Janeiro. O adversário será o norte-americano Kelvin Gastelum, que no último dia 11 nocauteou Vitor Belfort no UFC de Fortaleza. Em sua última aparição no octógono, em fevereiro, […]

Leia mais

Descoberta a droga que diminui o colesterol ruim e ainda evita infarto e AVC!

Aprovado desde o mês de abril do ano passado, o remédio evolocumabe, do laboratório Amgen, figura como uma das maiores novidades da medicina dos últimos tempos. Também pudera: as pesquisas mostraram uma redução de até 60% no valor do LDL, o colesterol ruim, após o início do tratamento. Tanto é que ele já entra como […]

Leia mais

Anvisa interdita marca de alimento para bebês!

Que bafãoooooo. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação, comercialização e divulgação, em todo o território nacional, de todos os lotes dos produtos Papá no Prato. Os alimentos da marca são comercializados pela internet por fabricante desconhecido e nenhum deles possuíam registro na agência. O registro sanitário de alimentos de transição para […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *