72% das pessoas estão insatisfeitas com o trabalho, revela pesquisa!

Especialista diz que geralmente a insatisfação é silenciosa, mas que quando o resultado não aparece a pior decisão do líder é ignorar a situação.

Especialista diz que geralmente a insatisfação é silenciosa, mas que quando o resultado não aparece a pior decisão do líder é ignorar a situação.

Falta de concentração e de foco, produção reduzida e distração, essas são algumas das características dos profissionais insatisfeitos. E esse problema pode ser potencializado aumentando o número de erros do funcionário se não houver uma interferência do líder.

Uma pesquisa recente realizada pela Isma Brasil (International Stress Management Association) revelou que 72% das pessoas estão insatisfeitas com o trabalho.

O coach Riccardo Oliveira, que realiza palestras profissionais nas áreas de liderança, vendas/atendimento e carreira em várias empresas e eventos pelo Brasil, comenta que ignorar essa insatisfação pode acarretar em problemas graves.

“Geralmente a insatisfação com o trabalho é silenciosa e apenas quando algum problema ou conflito aparece é que as reclamações surgem e as insatisfações são expostas. A pior decisão que um líder pode tomar é ignorar ou não agir para melhorar a situação com o funcionário ou equipe insatisfeita”.

Segundo a pesquisa a insatisfação em 89% dos casos tem a ver com reconhecimento, em 78% com excesso de tarefas e em 63% com problemas de relacionamento.

Riccardo Oliveira diz que é sempre importante buscar ajuda de um profissional, quando o funcionário se vê sem condições de encontrar alternativas para resolver o problema de insatisfação.

“Sempre recomendo que na impossibilidade de resolver este dilema sozinho, a pessoa procure a ajuda de um Coach profissional para que ele possa ajudá-la a descobrir o que não está funcionando e planejar algumas ações para transformar a insatisfação em alguma atividade prazerosa. Deixar o tempo passar sem fazer alguma mudança pode até deixar a pessoa doente. Ela entra em um círculo vicioso e tudo parece dar errado. Nesse momento, o melhor a fazer é procurar ajuda”.

O coach sugere três pontos que ele considera importantíssimos tanto para a empresa como para o funcionário para conseguir visualizar melhor esse cenário de insatisfação.

1. Avaliar o perfil profissional da pessoa. Talvez ela seja a pessoa certa na função errada!

2. Listar todos os pontos de insatisfação e procurar um meio termo que seja bom para a empresa e o funcionário;

3. Sempre agir. Evitar a acomodação, pois o resultado acaba sendo perde-perde, a empresa fica com um funcionário improdutivo e a pessoa perde tempo e oportunidades melhores.




VEJA MAIS SOBRE Notícias


Como identificar um autismo leve!

Receber a notícia de autismo de um filho é como embarcar rumo a um universo desconhecido. É preciso encontrar a maneira de aterrissar nesse pequeno mundo em que a criança parece estar isolada. O autismo leve pode ser diagnosticado em qualquer fase da vida e não tem cura, mas geralmente ele é percebido na infância […]

Leia mais

Brasileiro de 6 anos cria game e ganha concurso da Nasa!

Entre mais de 6.000 estudantes de todo o mundo que se inscreveram no concurso sobre colonização espacial da Nasa, um brasileiro, de 6 anos, ganhou o prêmio na categoria de mérito literário. João Paulo Guerra Barrera, de São Paulo, conquistou o primeiro lugar com a criação de um jogo de computador. o game ‘Sonic World […]

Leia mais

Os benefícios do piltes para crianças!

Que o Pilates só faz bem não há dúvida. Mas, muitos pais ainda questionam a eficácia também para o público infantil. Especialistas afirmam que a atividade é ideal sim para esse público e não compromete em nada o desenvolvimento da criança. Pelo contrário, o método tem sido indicado para prevenir, minimizar e corrigir desvios posturais, […]

Leia mais

Pai faz parto de filho ouvindo orientações do Samu pelo telefone!

Uma mãe, de 26 anos, contou com a ajuda do marido para ter o segundo filho dentro da própria casa, em Campo Grande (MS). Dielle Cristine Renovo Costa entrou em trabalho de parto por volta das 9h desta terça (28) e não deu tempo de esperar a chegada dos socorristas. O pai da criança, Luis […]

Leia mais

Polêmica: Escola recomenda que mães evitem roupas curtas e decotes!

Um comunicado de uma escola no Recife, aberta há 50 anos, recomendou que mães de alunos e responsáveis evitassem o uso de decote e roupas curtas. O texto é assinado pela diretora do Colégio Santa Maria, Rosa Amélia Muniz. “No ambiente escolar, é pertinente que o responsável por deixar e por buscar os alunos use […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *